×

10.09.2018

Colombo participa da abertura do Comitê da Vitória 55 em Otacílio Costa


O candidato a senador Raimundo Colombo participou do ato de abertura do Comitê da Vitória 55 no Centro de Otacílio Costa, na Serra Catarinense, na noite de quinta-feira (6). O encontro contou com a presença dos candidatos da coligação “Aqui é trabalho” ao governo do Estado, Gelson Merisio, a deputado federal Manoel Dias e a deputado estadual Rodrigo Minotto. Estiveram presentes também o prefeito de Lages, Antônio Ceron, vereadores, secretários e presidentes municipais de partidos. 

O anfitrião da noite foi o prefeito de Otacílio Costa, Luiz Carlos Xavier, o Tio Ligas, que destacou duas obras do governo Colombo fundamentais para a Serra: a revitalização da SC-114 e a ampliação do Hospital Tereza Ramos, em Lages. Tio Ligas elogiou o ex-governador pela criação do Fundo de Apoio dos Municípios (Fundam), que atendeu todas as prefeituras sem distinção partidária.
 
Ao fazer seu pronunciamento, Raimundo Colombo afirmou que (quinta-feira) era um dia triste para o Brasil porque Jair Bolsonaro, um dos candidatos à Presidência da República, foi esfaqueado quando percorria ruas de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Lamentou que exista uma campanha de ódio:

Todos nós comemoramos o 7 de Setembro como o Dia da Independência e chegou o momento de sermos desafiados a construirmos o futuro do Brasil, o país que queremos deixar para os nossos filhos e netos, salientou, ao lembrar que essa decisão está no voto. 

Colombo citou um pensamento grego para reforçar esse momento: 

A maior tragédia de uma sociedade é quando surge uma oportunidade e você não assume e deixa que ela se perca.
O ex-governador lamentou que o país viva uma fase em que as pessoas não querem votar, por estarem decepcionadas e tristes com o processo, mas advertiu que as mudanças passam pelos eleitores.

Nós não precisamos de um líder, mas sim de muitos líderes em todos os lugares, municípios e comunidades para encontrar o caminho e o compromisso que a gente assume com o país do futuro. Se não fizermos isso, vai arrebentar. Nós precisamos de uma chance para arrumar. Não podemos deixar estourar e romper. É um risco que o Brasil não pode correr. Precisamos construir um caminho novo, melhorar a vida das pessoas e reconquistar a credibilidade da política, observou.

Raimundo Colombo lembrou que Santa Catarina tem sido apontado como o melhor estado do Brasil, mas observou que ainda tem muito a melhorar e defendeu as candidaturas de Gelson Merisio e de João Paulo Kleinübing para o governo do Estado. 

É importante que você tenha uma pessoa firme, experiente e com liderança no processo político para não deixar a crise chegar aqui como ocorreu no Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro, disse ao falar de Merisio. 

E completou:

Quando o mar está bravio você quer uma pessoa que conduza o barco com experiência, que tenha controle e não deixe afundar.
Colombo ressaltou que João Paulo também está preparado porque foi prefeito de Blumenau em dois mandatos e se reelegeu com 70% dos votos.

Antes de Otacílio Costa, o candidato ao Senado Raimundo Colombo cumpriu agenda em Joinville.

Saiba mais:

O candidato ao Senado Raimundo Colombo faz parte da coligação “Aqui é Trabalho” do PSD, PP, PCdoB, PHS, Solidariedade, Podemos, PSB, PRB, PROS, PPR, PPL, PV, DEM, PSC, PDT. O primeiro suplente é o ex-prefeito e deputado Jandir Bellini (PP) e o segundo, o deputado Narcizo Parisotto (PSC).